domingo, 18 de junho de 2017

Concerto dos HIM no Porto.

Olá gente!!

O post de hoje é um bocadito diferente do habitual. Mas ontem tive uma das melhores noites da minha vida e resolvi partilhar convosco.
Antes que alguém comece a pensar em perversidades, tenho de explicar que a noite foi tão importante porque foi o tão aguardado concerto dos HIM no Hard Club


Para quem não conhece, os HIM são uma banda de rock/metal finlandesa, pela qual tenho uma grande panca desde os meus 18 anos.
Felizmente posso dizer que já vi todas as minhas bandas favoritas, algumas delas diversas vezes e já fiz loucuras de percorrer vários países atrás de determinada banda *cof cof* Nightwish *cof cof*, no entanto os HIM eram a única que me faltava. Aquele cromo raro da caderneta que ainda não tinha conseguido. Até ontem. 


Quando anunciaram o concerto ainda o ano passado, mal acreditei que iria mesmo ter a oportunidade de os ver e assim que os bilhetes foram colocados à venda corri para os comprar, ou seja dia 22 de Dezembro, com 2 bilhetes na mão, tinha praticamente 6 meses de espera pela frente. Entretanto lá consegui convencer o Konigvs a ir comigo (ok, acho que fiz alguma chantagem emocional!) e tudo parecia maravilhoso até vir o valente balde de água fria. Os Him anunciam o fim da banda no final do ano. E de repente o que era suposto ser uma experiência espetacular depois de 12 anos a ansiar por tal acontecimento, torna-se quase agridoce, pois este seria o primeiro e último concerto.
Claro que depois deste anuncio, os bilhetes esgotaram por toda a Europa e pela Internet viam-se ofertas quase milionárias por um bilhete, muitas delas sem importar onde era. Por muito tentador que possa parecer, não trocaria este concerto por nada!


Ora então, lá sobrevivi os seis meses de espera e ontem lá fui eu para o Porto, tão empolgada que mal parava quieta no comboio. Cheguei passava pouco das 10 da manhã (o espetáculo começava às 9 da noite) e fomos diretos ao Hard Club, onde estariam umas 10 pessoas cá fora, debaixo de um sol de 32º. Lá fui convencida a ir dar uma volta até à ribeira e fazer tempo até os restaurantes começarem a servir os almoços. Confesso que a fome não era nenhuma, eu queria era voltar para o Hard Club, mas lá tivemos um almoço agradável, com vistas interessantes e antes da 1 da tarde estávamos de regresso. 


Desta vez tinha exatamente 30 pessoas à minha frente. Não era o cenário ideal mas ainda não era trágico. As portas tinham finalmente aberto e em vez do sol tórrido, tínhamos agora o calor do interior do Hard Club. Isso e 8 horas de espera pela frente até à entrada para a sala. 8 Horas!!! Toca a sentar e ir travando conhecimento com a vizinhança. Foram 8 horas de calor mas pelo menos a conversa ajudou e às 21h em ponto começam a deixar entrar. Conseguimos uma honrosa 3ª fila, com vista completamente desobstruída para o palco e a cerca de 2 metros do microfone onde 2 horas depois, estaria Ville Valo a cantar. Mais uma horita de muitos nervos e lá vem a banda de abertura, os Kandia, que eu desconhecia por completo, apesar de ter gostado do som e da atitude da vocalista. Foi uma atuação curta e mais meia horita de espera. 

Até que tudo se apaga e saem Linde e Mige para o centro do palco, seguidos claro pelo próprio Ville. Foi o momento da loucura. 12 anos a desejar ver a banda que finalmente estava ali à minha frente e com o vocalista tão perto. Não vale a pena entrar em detalhes mas confesso que tive os meus momentos de groupie e chegar a invejar não apenas o microfone, mas também uma toalha usada pelo senhor. Começaram com uma das músicas mais queridas, a Buried Alive by Love e seguiram-se 2 horas de músicas bem conhecidas por todos os fãs da banda, focando-se nos sucessos mais antigos. Posso dizer que há uns bons anos que não delirava tanto com um concerto. Cantei, gritei e pulei como se não houvesse amanhã. Isto num calor insuportável dentro da sala, mas consegui-me abstrair disso e do cansaço até ao fim. Fim esse que a meu ver chegou depressa demais, com um cover bem conhecido da Rebel Yell do Billy Idol. 


Apesar de terem conseguido a proeza de tocar todas as minhas músicas favoritas, claro que me soube a pouco (se tivessem tocado a noite toda continuaria a saber a pouco!). Soube a fim. Mas valeu bem os 12 anos de espera por este concerto. Valeu bem as 8 horas de espera para entrar, mais as 2 horas de espera lá dentro. Valeu a pena até as dores de garganta hoje. Foi uma noite memorável!

Alguém por aqui foi ao concerto?
Há algum a que queiram muito ir?

10 comentários:

  1. Sabe tão bem quando conseguimos ver uma banda que gostamos muito. Eu por exemplo adorei ver Muse no estádio do dragão! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  2. Por tua causa quebrei uma promessa com 14 anos, mas acho que paguei bem tal atrevimento!
    7 horas à espera para entrar. 3 horas quase a esvair-me em suor por causa do calor. Mas isto nem foi o pior!
    Rodeado por dezenas de mulheres, na sua maioria giras - a maioria com idade para serem minhas filhas! - aos gritos e berros, e aos saltos, por vezes até choravam em histeria, e todas ali a roçarem-se em mim, todas suadas, o suor delas misturado com o meu suor... Um horror! :P E aquela vocalista de Kandia (que o nome me fez lembrar candidiase!) de top branco, calças pretas e sapatilhas brancas e que ficava com umas covinhas quando sorria... ui ui Eu dava-lhe umas festinhas dava!
    :)

    ResponderEliminar
  3. Oi linda, não conhecia esta banda , mas sei bem o que é a ansiedade que é estar á espera de ver quem tanto queremos, e tu sabes que recentemente passei por isso! Eehehhehe, mas fico feliz que tenhas consigo realizar mais um sonho, e que finalmente viste quem tanto esperavas. Beijokas grandes <3

    ❤ Célia Santiago
    Diário Feminino
    FacebookInstagramYouTube

    ResponderEliminar
  4. Obrigado querida! Sim, a falta de luz natural é complicada de gerir mas há sempre solução e vejo que tu a encontraste :D
    Sim, sei quais são. Ambientadores são um fator importante e que fazem com que o aroma nos faça identificar que aquele sítio é "nosso". Tu entendes :D

    Não conheço mas vejo que deliraste :D Fico feliz por teres conseguido ver a banda relativamente perto - 30 pessoas nem é muito -, e que tenhas aproveitado bem :D

    NEW REVIEW POST | Essence: SERUM that leaves your skin FLAWLESS :O
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  5. Deve ter sido um grande espectáculo! Gosto de algumas musicas e também gosto de nightwish ehe
    Beijinhos

    Blog ChocoPink / Instagram / Facebook

    ResponderEliminar
  6. Deve ter sido um espetáculo muito bom!
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  7. Eu quando era miúda gostava imenso deles! Adorei ver as fotos!

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  8. Adoro algumas músicas dos HIM, deve ter sido espetacular :)

    Adriana, Arco Íris num Batom

    ResponderEliminar
  9. Também gosto muito dos da Mimosa Magros. Aliás, sendo intolerante à lactose, só consigo beber esses ou os Corpos Danone :P Em relação à fruta, nem sempre adiciono. :P

    NEW TIPS POST | O TEU CABELO MERECE SER PROTEGIDO AGORA!
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar